Blog

Adilson Gigante, cantor e compositor, faleceu aos 67 anos

20 Nov, 2018

Um dos pioneiros da música cristã na região Nordeste do Brasil, o cantor Adilson Gigante morreu na madrugada da última segunda-feira, 05 de novembro, em Teixeira de Freitas (BA).

Aos 67 anos, Adilson Gigante lutava contra um câncer nos ossos e estava internado há três dias em um hospital da cidade por conta de complicações em seu estado de saúde.

Cantor e compositor, era membro da Igreja Assembleia de Deus Ministério Missão e tinha 43 anos dedicados à carreira musical, de acordo com informações do portal SulBahia News. Ao longo dos anos, tornou-se conhecido em diversos estados do Brasil por canções como Criança Pobre, Cidadão do Céu e Paz, entre outras.

“Sua voz incomparável dava o tom necessário para impactar profundamente quem ouvia seus louvores. Ele combateu o bom combate, e, agora, guardou sua fé, porque assim quis o Senhor”, lamentou o pastor Jadilson Moraes, amigo do cantor, segundo informações do portal JM Notícia.

Nas redes sociais, internautas relembraram seu trabalho como cantor e compositor, seu zelo pela doutrina bíblica e por sua conduta discreta e humilde. O velório foi realizado no templo da Assembleia de Deus que ele frequentava, e o sepultamento ocorreu nesta terça-feira, às 09h00, no cemitério Reviver Parque.

‘Cidadão do Céu’

Sertanejo Eduardo Costa anuncia CD de música gospel: “Ficou incrível”

05 May, 2015

O cantor sertanejo Eduardo Costa falou abertamente sobre sua fé e disse que irá lançar um CD de música gospel, embora não esteja abandonando sua carreira artística secular. Conservador, ele foi um dos artistas que manifestaram apoio a Jair Bolsonaro (PSL) nas últimas eleições e agora é alvo de boicote.

“Estou gravando um CD com músicas cristãs ou músicas gospel, como preferir. Recebi agora a música pronta e mixada, vocês não têm noção do tanto que ficou linda, sem falsa modéstia, mas ficou incrível graças a Deus”, disse o cantor sertanejo.

Membro da Igreja Batista Getsêmani em Belo Horizonte (MG), liderada pelo pastor Jorge Linhares, o cantor contou que nasceu em um lar cristão da Assembleia de Deus, afirmou que se considera um milagre de Deus e também explicou porque manterá sua carreira no meio secular.

“Alguém vai me perguntar, você tá virando crente, ou se converteu? Nasci na religião cristã evangélica, Igreja Assembleia de Deus, e hoje frequento a Igreja Batista Getsêmani do Pastor Jorge Linhares em BH. Não falo muito disso, porque levo uma vida normal, sem frescuras, vocês sabem. Aliás, todo mundo sabe como sou. ‘E você canta músicas do mundo?’ Canto, e daí?”, questionou.

“O advogado não escolhe o cliente, defende ladrão, estuprador, assassino, enfim; o médico não escolhe o paciente, e por aí vai. Existe hora pra tudo e quando saio pra trabalhar eu canto, e canto música sertaneja”, disse.

Segundo o artista, essa postura é resultado de como encara seu trabalho: “Quando vou pregar pra alguém faço isso em particular, entende? Minha vida é um milagre, eu sou um milagre. Deus faz um milagre na minha todos os dias, e eu quero glorificá-lo por isso. Esse CD que eu estou gravando e para tocar vidas através da música e do dom que Deus me deu, e pode ter certeza DEUS vai te tocar através dessa canção que gravei em nome de Jesus”, acrescentou.

Embora seja um cantor com agenda para 150 shows por ano, ele revelou que já se perguntou se deveria abandonar a carreira: “Se eu já pensei em parar com tudo e cantar somente pra Deus? Já, pensei e penso, preciso mudar radicalmente minha postura, meus planos, sei lá, mas é Deus quem sabe. Eu só sei que nada sei, quem sabe de tudo é Deus e vou sempre ouvir e sentir seus sinais em nome de Jesus, o que for pra ser vai ser”.

Polêmica

Enquanto não lança seu álbum de músicas gospel, Eduardo Costa se tornou alvo de uma perseguição política no meio artístico. Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, do Uol, ele entrou para uma espécie de “lista negra” dos atores da TV Globo, por conta de seu apoio ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Além dele, a cantora e pastora Ana Paula Valadão, Gusttavo Lima, Zezé Di Camargo, Ferrugem, Jammil, Tati Zaqui e Latino estariam sendo alvo de uma campanha interna para que não sejam mais convidados para programas da emissora.

Idolatria? Vídeo de apóstolo sendo ungido a “Rei” causa revolta e discussão na internet

05 May, 2015

Um vídeo controverso e polêmico divulgado por um perfil do Instagram chamado “Reformados”, tem chamado a atenção e causado muita discussão entre seus seguidores.

A descrição do perfil diz que o intuito da página é abordar as escrituras, e denunciar as heresias. O vídeo postado no último dia 11 de Novembro, está dando o que falar.

+ Jojo Todynho “detona” críticos após ser flagrada cantando música gospel

Nele mostra alguns fieis histéricos e um homem não identificado ungindo o apóstolo e líder da Igreja Peniel. Segundo a página que divulgou o vídeo, o apóstolo está sendo ungido a “Rei”.

O apóstolo Italo Vieira, é quem está no vídeo recebendo a unção. Ele é líder e fundador da Igreja Peniel Casa de Oração que fica localizada em Maceió Alagoas.

+ Jojo Todynho “detona” críticos após ser flagrada cantando música gospel

O apóstolo costuma pregar usando trajes sacerdotais, um cajado, e a sua poltrona mais parece um trono. Italo Vieira é muito conhecido em Maceió por realizar grandes eventos e trazer pastores e cantores famosos para ministrar.

O Instagram que divulgou o vídeo já coleciona centenas de comentários, alguns criticam duramente o apóstolo e outros saem em defesa dele e criticam a página que compartilhou.

Anunciantes